Segurança na Ferrovia

A Rumo desenvolve continuamente ações que promovem mais segurança nas ferrovias. Campanhas informativas contribuem para reduzir os acidentes nas passagens em nível nos seis estados onde a Companhia atua. Alertas como "Pare, olhe e escute!" destacam a necessidade de cuidado e são difundidos em escolas, comunidades e à população em geral. Os trens têm a preferência e, mesmo quando acionados os freios de emergência, não param imediatamente, devido às próprias características do transporte ferroviário. Assim, a segurança merece nossa atenção.



Diagnóstico de Segurança
Rumo realiza Diagnóstico de Cultura de Segurança

Durante os meses de abril e maio a Rumo realizou o Diagnóstico de Segurança, uma grande pesquisa para auxiliar a Companhia a entender em que patamar está e o que ainda precisa ser feito para zerar os acidentes de trabalho.

A equipe de Saúde e Segurança do Trabalho (SST) da Rumo utilizou o método Hearts and Minds, aplicado no Grupo Cosan, e entrevistou quase três mil colaboradores para chegar ao resultado, que revelou uma grande evolução mas mostrou, também, que ainda precisamos evoluir para alcançar o acidente zero.

Na escala utilizada na pesquisa, a Rumo está no patamar "Calculista" de segurança do trabalho. Isso significa que os colaboradores sabem nas normas e procedimentos, mas ainda falta agir de forma segura por contra própria, sem a necessidade de fiscalização ou orientação constante do líder.

Com este resultado, a equipe de SST traçou um plano com 17 ações, que devem ser executadas até dezembro de 2019, para alcançarmos o patamar "Proativo". Neste estágio, a segurança é, de fato, um valor indispensável em qualquer ação cotidiana.

De 2014 a 2017, os acidentes de trabalho caíram 62%, na Rumo, graças ao esforço realizado com o Programa Rumo Zero Acidente e reforços constantes sobre as condutas seguras em diversos momentos do dia a dia da Companhia. Com a execução deste plano de ação e o comprometimento de todos, será possível zerar os acidentes de trabalho na Companhia.

Nos cruzamentos

A precaução evita acidentes nas passagens em nível. Antes de atravessar a ferrovia, motoristas e pedestres devem lembrar de alguns procedimentos:

- Pare, olhe e escute! O apito do trem preserva a sua segurança.
- Retire os fones dos ouvidos e guarde o celular no bolso.
- Mantenha distância segura e nunca estacione perto da linha férrea.
- Só se aproxime da ferrovia após o distanciamento da composição, com a certeza de que não há um novo trem a caminho.
- Faça a travessia somente em segurança e preserve a sua vida.

Nas Escolas

Oficinas educativas são realizadas regularmente pela Rumo em escolas próximas às linhas férreas. As crianças e adolescentes recebem atenção especial e ajudam a difundir informações sobre segurança. O aprendizado ocorre por meio de jogos e brincadeiras. Com ajuda das próprias escolas, o projeto está alcançando mais de mil estudantes por ano.

Nas Comunidades

As ações ligadas à segurança envolvem diretamente as comunidades próximas à ferrovia. Os temas trabalhados vão além das medidas de precaução indispensáveis nas passagens em nível. Ao mesmo tempo em que evitam acidentes, os projetos estimulam o respeito ao meio ambiente, o cuidado com espaços públicos, para o bem estar da população. Os participantes tornam-se mais conscientes sobre os riscos de práticas como o surfe ferroviário ou a travessia de pontes. As próprias comunidades ajudam a difundir a informação de que o acesso às áreas ferroviárias é proibido, por oferecer riscos para crianças, jovens ou adultos.

Café com Segurança

A segurança ferroviária depende da colaboração de todos, especialmente de caminhoneiros, motoristas, motociclistas e pedestres que atravessam as linhas férreas com frequência em portos, terminais logísticos e centros ferroviários. Esse é o foco do programa Café com Segurança, iniciativa que reúne a comunidade para repasse de informações que salvam vidas. As últimas edições do programa foram realizadas em Curitiba (PR), Paranaguá (PR), Santos (SP), Rondonópolis (MT) e São Francisco do Sul (SC).

Consciência desde cedo

Pela importância da segurança ferroviária para as comunidades que vivem perto das linhas férreas, a Rumo insere o tema em projetos direcionados a escolas e inclusive em eventos comemorativos. O livro A Ferrovia na Visão de Nossas Crianças é resultado desses esforços. A obra foi escrita por crianças do Paraná, Santa Catarina e São Paulo, inspiradas em palestras de ferroviários que foram às escolas falar de atitudes seguras e da importância do transporte ferroviário para o País. A mobilização fez parte das comemorações do Dia do Ferroviário (30 de abril), em 2016.